Notícias
 
APL visa maior aproximação com a comunidade e jovens
Fonte: Assessoria | Publicado em: 27/02/2014  
 

A Academia Piauiense de Letras – APL, completará 100 anos em 2017. Com a proximidade do centenário, a entidade deve enfrentar notáveis transformações a partir da gestão da nova diretoria que assumirá a frente da Academia no próximo dia 29 de janeiro, durante cerimônia no Cine Teatro da Assembléia Legislativa do Piauí.

 
O jurista Nelson Nery Costa, presidente eleito da instituição, afirma que é necessário estabelecer uma proximidade cada vez maior da população e, sobretudo dos jovens. “A APL é sempre imaginada como antiquada, pois vários de seus membros têm mais de oitenta anos, mas todos são uns ‘garotões’. As reuniões tem como pauta não apenas as particularidades da história do Piauí e de sua cultura, mas assuntos interessantes e atuais sobre nosso povo e nossas instituições.  Essas reuniões são livres. Não só estamos dispostos a falar, como também a ouvir”, expõe Nery Costa.
 
Outra maneira de aproximar os piauienses das atividades da Academia, segundo o advogado, é por meio da realização de eventos como o lançamento de obras e a promoção de palestras e seminários no auditório da APL.
 
Dentro das atividades da Academia, um dos grandes desafios é dar continuidade ao Projeto Centenário, que tem a meta de editar as cem mais relevantes obras do Piauí, sobre o Estado ou dos autores acadêmicos mais relevantes do século passado e do início desse século. “O atual presidente Reginaldo Miranda avançou bem, mas não definimos ainda todas as obras que vão compor a coleção, não só obras passadas, mas também textos dos acadêmicos atuais. Trata-se de um plano ousado, daí precisarmos de recursos de projetos de incentivo à cultura para viabilizá-lo em sua inteireza”, explica o futuro presidente.
 
Há a possibilidade da APL juntamente com colégios ou Secretarias de Educação, reeditar concursos literários de poesia ou conto.  “É um projeto amplo. Pode haver a publicação de romances ou de obras técnicas, de forma a abrir a porta para jovens autores ou mesmo autores maduros mais ainda inéditos, ou com apenas uma publicação”, relata.
 
A Academia Piauiense de Letras foi idealizada pelo jornalista, poeta e magistrado Lucídio Freitas e foi fundada no ano de 1917 por importantes nomes da literatura piauiense como Clodoaldo Freitas, Higino Cunha e Celso Pinheiro. A nova diretoria da Academia é composta por personalidades de relevância política e cultural para o Estado. Oton José Lustosa, Wilson Nunes Brandão e Herculano Moraes são alguns dos imortais que integram a nova gestão. 
A cerimônia de posse tem horário inicial previsto para as 19h.

Notícias anteriores

Voltar | Página principal

 


APL - Academia Piauiense de Letras - Copyright 2009 © - Política de Privacidade
Av. Miguel Rosa, 3300/Sul Centro - CEP: 64000-000 - Teresina - Piauí - Fone: (86) 3216-1723